Bem vindos ao Blog do Julhão, um blog 100% Esportivo e atualizado diariamente por Júlio César.

domingo, 13 de agosto de 2017

SUPERCOPA DA ALEMANHA DE FUTEBOL - 2017 / 2018

A temporada 2017-18 começa na Alemanha assim como terminou a última, com o Bayern de Munique levantando um troféu. Jogando no Signal-Iduna-Park, o Borussia Dortmund ficou em vantagem duas vezes, mas o Bayern conseguiu buscar a igualdade nas duas oportunidades e o placar de 2 a 2 levou para os pênaltis a decisão da competição que abriu a temporada 2017-18 no futebol alemão. E apesar do time da casa ter a vantagem primeiro, foram os bávaros que fizeram a festa.
BAYERN DE MUNIQUE CONQUISTA A SUPERCOPA DA ALEMANHA 2017/2018


 (4) 2x2 (5)




Local: Signal Iduma Park (Dortmund);
Hora: 15h30 - (Horário de Brasília);
Público: 81.360
Árbitro: Feliz Zwuayer (Alemanha);
Cartões amarelos: Sokratis, Zagadou, Passlack, Rode (Borussia Dortmund); Vidal, Lewandowski (Bayern de Munique);
Gols: Pulisic (Borussia) 12' e Lewandowski (Bayern) 18' do 1º tempo; Aubameyang (Borussia) 26' e Piszczek (contra c/ Bayern) 43' do 2º tempo;

BORUSSIA DORTMUND
Bürki; Piszczek, Bartra, Sokratis, Zagadou (Passlack), Sahin, Dahoud (Rode), Castro, Dembélé, Aubameyang e Pusilic (Philipp).
Técnico: Peter Bosz

BAYERN DE MUNIQUE
Ulreich; Rafinha, Kimmich, Hummels, Javi Marínez (Niklas Süle), Rudy, Vidal, Tolisso (Renato Sanches), Lewandowski, Thomas Müller (Coman) e Ribéry.
Técnico: Carlo Ancelotti



terça-feira, 8 de agosto de 2017

SUPERCOPA DA UEFA 2017 / 2018

SUPERCOPA DA UEFA 2017

Real Madrid vence o Manchester United por 2 x 1 e conquista a Supercopa da UEFA

Com gols de Casemiro e Isco, time espanhol segura o resultado e leva a taça pelo segundo ano seguido.

O Real Madrid venceu o Manchester United por 2 x 1 no estádio Philip II, na Macedônia, e conquistou a Supercopa da UEFA pelo segundo ano consecutivo, em uma emocionante partida nesta terça-feira, 8 de agosto. Superior ao longo de toda a partida, o Real administrou o resultado sem grandes problemas, garantindo mais uma taça da Supercopa.



2x1



Local: Arena Philip II - (Escópia / Macedônia) 
Data: 08/10/2017 - Terça-feira 
Horário: 15h45 (Horário de Brasília) 
Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália) 
Assistentes: Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini (ambos da Itália) 
Cartões Amarelos: Carvajal e Sergio Ramos (Real Madrid); Lingard e Rashford (Manchester United)
Gols: Casemiro (Real Madrid) 23' do 1º tempo; Isco (Real Madrid) 6' e Lukaku (Manchester United) 16' do 2º tempo;

REAL MADRID (Espanha)
Keylor Navas, Carvajal, Sergio Ramos, Varane e Marcelo; Casemiro, Kroos e Modric; Bale(Asensio), Isco(Lucas Vázquez) e Benzema(Cristiano Ronaldo) 
Técnico: Zinedine Zidane

MANCHESTER UNITED (Inglaterra)
De Gea; Valencia, Lindelof, Smalling e Darmian; Matic, Ander Herrera(Fellaini) e Pogba; Mkhitaryan, Lingard(Rashford) e Lukaku 
Técnico: José Mourinho


TROFÉU JOAN GAMPER DE FUTEBOL


O Troféu Joan Gamper é um torneio internacional de futebol interclubes, de caráter amistoso, disputado anualmente desde 1966, na cidade de Barcelona (Catalunha).
O torneio é organizado pelo Futbol Club Barcelona e realizado sempre na segunda quinzena de agosto, no Estádio Camp Nou, marcando o início da temporada de futebol na Espanha. Seu nome é uma homenagem ao fundador e primeiro presidente do clube, o suíço Hans-Max Gamper Haessig (1877-1930), que, na Catalunha, ficou conhecido como Joan Gamper.
De 1966 a 1996, o torneio era disputado por 4 clubes, em sistema eliminatório de confronto simples, com disputas de pênaltis em caso de empate. A partir de 1997, com a diminuição do número de datas disponíveis para os clubes europeus, o torneio passou a ser disputado por apenas duas equipes, em um único jogo, sempre do Barcelona contra um convidado, que varia a cada ano.
O troféu é moldado em prata, com base de mármore e acabamento em ouro.
O Internacional é a única equipe de fora do continente europeu a ter conquistado o título do torneio, em 1982.

Confira todos os Campeões ano a ano:
1966 - Barcelona
1967 - Barcelona
1968 - Barcelona
1969 - Barcelona
1970 - Újpest Dózsa (Hungria)
1971 - Barcelona
1972 - Borussia Moenchengladbach (Alemanha)
1973 - Barcelona
1974 - Barcelona
1975 - Barcelona
1976 - Barcelona
1977 - Barcelona
1978 - Colônia (Alemanha)
1979 - Barcelona
1980 - Barcelona
1981 - Colônia (Alemanha)
1982 - Internacional-RS (Brasil)
1983 - Barcelona
1984 - Bracelona
1985 - Barcelona
1986 - Barcelona
1987 - Porto (Portugal)
1988 - Barcelona
1989 - Mechelen (Bélgica)
1990 - Barcelona
1991 - Barcelona
1992 - Baecelona
1993 - Tenerife (Espanha)
1994 - Valencia (Espanha)
1995 - Barcelona
1996 - Barcelona
1997 - Barcelona
1998 - Barcelona
1999 - Barcelona
2000 - Barcelona
2001 - Barcelona
2002 - Barcelona
2003 - Barcelona
2004 - Barcelona
2005 - Juventus (Itália)
2006 - Barcelona
2007 - Barcelona
2008 - Barcelona
2009 - Manchester City (Inglaterra)
2010 - Barcelona
2011 - Barcelona
2012 - Sampdoria (Itália)
2013 - Barcelona
2014 - Barcelona
2015 - Bracelona
2016 - Barcelona
2017 - Barcelona

Nesta última edição da competição amistosa "Troféu Joan Gamber, O Barcelona não tomou conhecimento da Chapecoense-SC do Brasil, vencendo pelo placar de 5 a 0. O jogo foi marcado por muitas homenagens aos três jogadores sobreviventes do trágico acidente que vitimou 71 pessoa com a queda do avião em 28/11/2016.
BARCELONA 5x0 CHAPECOENSE
Local: Camp Nou (Barcelona);
Hora: 15h30 - (Horário de Brasília);
Público: 64.705
Árbitro: Álvarez Izquierdo (Espanha);
Cartões amarelos: Lucas Mineiro (Chapecoense);
Gols: Deulofeu (Barcelona) 6', Busquets (Barcelona) 11' e Messi (Barcelona) 28' do 1º tempo; Luis Suárez (Barcelona) 10' e Denis Suárez (Barcelona) 29' do 2º tempo;

BARCELONA (Espanha)
Stegen (Cillessen), Vidal (Semedo), Gerard Piqué (Marlon Santos), Umtiti (Mascherano), Jordi Alba (Lucas Digne), Busquets (Carles Aleñá), Rakitic (Sergi Samper), Iniesta (Sergi Roberto), Messi (El-Haddadi), Deulofeu (Denis Suárez) e Luis Suárez (Paco Alcácer).
Técnico: Ernesto Valverde

CHAPECOENSE (Brasil)
Elias (Artur Moraes); Apodi (Zeballos), Luiz Otávio (Douglas Grolli), Victor Ramos (Fabrício Bruno), Reinaldo, Alan Ruschel (Fernando Guerrero) (Arthur), Moisés Ribeiro (Luiz Antônio), Lucas Mineiro, Neném (Nádson) (Moisés Gaúcho), Lourency (Cristian Penilla) (Dodô) e Wellington Paulista (Túlio de Melo).
Técnico: Emerson Cris